Força-tarefa deve investigar acidente da Multiteiner Osasco

0
222

O Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, na Grande São Paulo, propôs força-tarefa para apurar causas e responsabilidades do acidente que matou nove pessoas e feriu outras 37 na Multiteiner, em Itapecerica da Serra, em 20 de setembro passado.

A ação conjunta deve ser integrada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Presidente do Sindicato, Gilberto Almazan, o Ratinho, explica que, na próxima semana, os sindicalistas devem se reunir com representantes da Cetesb e do Ministério do Trabalho para tratar da iniciativa. “O objetivo é que sejam tomadas atitudes mais contundentes em benefício das vítimas e seus familiares e, claro, para a segurança de todos os trabalhadores da empresa”.

Quinta (15), Almazan, o secretário-geral João Batista, o diretor Marcelo Mendes e o coordenador do Espaço da Cidadania, Carlos Aparício Clemente, participaram de reunião na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, em São Paulo.

Recebidos pelo Superintendente Marcus Alves Melo; o chefe da Fiscalização Trabalhista, Antonio Fojo; e o chefe da Seção de Segurança do Trabalho, Guilherme Besse Garnica, os dirigentes apontaram falhas no relatório apresentado pela Pasta.

Segundo Almazan, a inconsistência prejudica vítimas, familiares e demais trabalhadores. Ele diz: “O relatório está incompleto. Faltam informações importantes, que farão diferença para as vítimas e seus familiares na hora de buscar por seus direitos”.

Diesat e Força – Secretário de Saúde e Segurança do Trabalhador da Força Sindical, Luis Carlos de Oliveira (Luisinho), e o presidente do Diesat, Edison Flores, também participaram da reunião.

Para Aparício Clemente, as entidades podem auxiliar na discussão sobre os rumos a seguir. “Ambas têm condições de propor direções para que esta teia de irregularidades seja desfeita de uma vez por todas”, enfatiza.

Debate – Na próxima quinta (22), Guilherme Besse Garnica participa, representando a Superintendência Regional do Trabalho, do 44º Ciclo de Debates, promovido pelo Sindicato, na subsede de Taboão da Serra, a partir das 18h30. Além dele, Pedro Torinho, presidente da Fundacentro, confirmou presença.

O encontro vai discutir ações de prevenção aos acidentes do trabalho, de combate ao assédio, além de mudanças na Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Assédios).

MAIS – Acesse o site dos Metalúrgicos de Osasco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui