Novos acordos garantem aumento aos Frentistas

0
398
Frentistas

Trabalhadores em postos de combustíveis e lojas de conveniência de diversos estados seguem em campanha salarial. Nos últimos meses, novos acordos foram firmados, garantindo reajustes e avanços nas Convenções Coletivas a milhares de trabalhadores Frentistas.

Maranhão – O Sindicato fechou acordo que garante 8,9% de reajuste salarial e 10% no vale-alimentação. O resultado garantiu reposição da inflação (INPC) e aumento real de 5,23%.

As diferenças salariais referentes aos meses de janeiro a junho serão pagas em folhas complementares ou junto com os salários de julho a outubro.

O presidente do Sinpospetro-MA, Walquim Rocha, e a presidenta do Sindcombustíveis, Magnólia Rolim, assinaram a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho terça-feira (1º).

Rondônia – Acordo garantiu 9% de reajuste aos cerca de cinco mil trabalhadores da região. De janeiro a abril, o reajuste será de 7%. A partir de maio, mais 2%. O Piso salarial do frentista diurno passará para R$ 1.871,76; com adicional de periculosidade. Data-base da categoria é janeiro. Também houve reajuste do vale alimentação, que subiu de R$ 12,00 para R$ 17,00 por dia trabalhado.

A negociação sindical também garantiu seguro de vida no valor de R$ 35 mil; e a garantia de fornecimento da cesta básica a todos os trabalhadores afastados, inclusive para lactantes – houve aumento nos itens alimentícios.

Ageu Soares Pereira, presidente do Sindicato, avalia: “O resultado foi muito bom. Fomos atendidos em 100% da nossa pauta. E as perspectivas para o ano que vem são melhores ainda”.

Rio Grande do Norte – O Sinpospetro-RN garantiu aos seis mil frentistas da base 6% de reajuste salarial. A data base da categoria é 1º de junho.

Entre os avanços obtidos, Raimundo Luiz de Sena, presidente do Sindicato, destaca a garantia de homologação na entidade sindical. Ele diz: “O patrão não paga um centavo a mais. Mas se ele puder tirar, vai tirar. E só a homologação no Sindicato pode conferir se todos os direitos estão sendo pagos corretamente aos trabalhadores”, afirma Raimundo.

Mais – Acesse o site da Fenepospetro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui