Governo de SP se rende às evidências e adia volta às aulas

0
575
João Doria fez o anúncio nesta sexta (7). Para Fepesp, ele se rendeu às evidências

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta (7) o adiamento da reabertura das escolas públicas e privadas para o dia 7 de outubro. Para o Federação dos Professores do Estado de SP (Fepesp), o governo se rende às evidências sobre a expansão do coronavírus no Estado. 

“O mapa estadual mostra que, apesar de algum progresso, ainda não estamos seguros. Estamos em patamar de nível elevado, que não permite relaxar a defesa da vida em nossas comunidades!”, defende a Federação em nota.

Na avaliação da entidade, o distanciamento social ainda é a forma mais indicada pelos epidemiologistas para evitar a propagação do vírus. “Manter alunos e educadores em casa ainda é a melhor forma de prevenção”, diz.

Celso Napolitano, presidente da Fepesp e diretor do SinproSP, afirma: “Quem deve decidir é a ciência. O retorno às aulas deve ser feito quando houver segurança efetiva pra todos os envolvidos, crianças, famílias e educadores, que são os trabalhadores das escolas”.

A Federação inclusive entrou com recurso junto ao Ministério Público do Trabalho para convocação dos representantes das escolas de educação básica e das instituições de ensino superior para discutir as providências, protocolos e acolhimento de volta às aulas. O prazo de resposta das escolas se esgota na próxima semana.

Mais – Clique aqui e leia Nota na íntegra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui