A pesquisa Genial/Quaest divulgada quinta (7) mostra o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), na liderança pela disputa ao governo paulista. Após o anúncio de Márcio França (PSB) de concorrer ao Senado, o petista pode ser eleito no primeiro turno, de acordo com o levantamento.

Para chegar a essa conclusão, foram pesquisados dois cenários. No primeiro, Haddad tem 35% das intenções de voto, contra 15% do ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Rodrigo Garcia (PSDB) soma 14% e, portanto, empata tecnicamente com Freitas. Na sequência, aparecem Felicio Ramuth (PSD) e Vinicius Poit (Novo), ambos com 2%. Brancos e nulos somam 24%, enquanto 12% não souberam responder ou não quiseram opinar.

Considerada a análise deste primeiro cenário, Haddad venceria já no primeiro turno, uma vez que anota 35% das intenções de voto contra 30% da soma dos demais pré-candidatos. Pelas regras eleitorais, para que uma eleição se decida no primeiro turno é preciso que um dos candidatos obtenha 50% mais um dos votos válidos.

No segundo cenário, sem a participação de Felicio Ramuth e Vinicius Poit, Haddad anota 38% das intenções de voto, contra 15% de Tarcício e 14% de Rodrigo Garcia.

Metodologia – A pesquisa Quaest foi realizada entre os dias 1º de 4 de julho e teve 1.640 entrevistas presenciais. Ela está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob os números BR-03964/2022 e SP-05318/2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui