Fundado em 30 de abril de 1963, e reconhecido pelo presidente João Goulart, o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região inicia neste primeiro dia do mês os eventos referentes a seu aniversário de 59 anos.

O encerramento das atividades será em 1º de maio, com diversas iniciativas no Clube de Campo (no Parque Primavera), como a retomada do Futsal Metalúrgico, o sorteio de duas motos e vários brindes, além da apresentação de samba.

A diretoria Metalúrgicos em Ação acelera as obras para entregar, também dia 1º, o novo gramado sintético do campo de futebol, localizado no Clube, que tem sete alqueires e recebe diversas melhorias.

Ditadura – O Sindicato teve a diretoria cassada pela ditadura, um ano após ser fundado, sofrendo intervenção. A entidade tem sua história marcada também pela resistência democrática e participação nas lutas cívicas do povo brasileiro.

Com base em Arujá, Guarulhos, Mairiporã e Santa Isabel, o Sindicato representa 43 mil trabalhadores, em cerca de mil fábricas, desde microempresas familiares até multinacionais de grande porte.

Presidente – Josinaldo José de Barros, Cabeça, preside a entidade. Ele diz: “A luta permanente é por emprego, direitos, renda e segurança no trabalho”.

Entre as metas da diretoria, pagamento de PLR (Participação nos Lucros e/ou Resultados) pra 100% da categoria. O Sindicato já avançou muito nesse campo, mas há empresas que não negociam. Todo acordo de PLR é submetido à assembleia.

Melhorias – Engajado nas demandas por melhorias urbanas, o Sindicato dos Metalúrgicos já conseguiu asfaltamento de ruas, passarelas na Via Dutra e obras urbanas em bairros. “Sindicalismo-cidadão”, define José Pereira dos Santos, penúltimo presidente da entidade.

MAIS – Acesse o site do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui