O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté (Sindmetau) apresentou projeto durante seu 7º Congresso, realizado entre os dias 30 de junho e 3 de julho, voltado para a ação social. A ideia é viabilizar o Instituto Sindmetau, a fim de qualificar e acompanhar profissionais que estão fora do mercado de trabalho, além de contribuir com a formação dos trabalhadores.

O estudo de viabilidade para o projeto está em andamento. Um dos responsáveis por esse estudo é Eduardo Pane, diretor do Grupo Univers. Segundo ele, a criação do Instituto Sindmetau dará à entidade condições de acesso a segmentos que ela não atua atualmente.

“A proposta é priorizar pessoas que estão desalentadas e/ou desempregadas, oferecendo qualificação para que elas consigam se reerguer profissionalmente, gerando renda independentemente das políticas públicas”, afirma Eduardo.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, Cláudio Batista (Claudião), o Instituto terá também grande importância na formação dos trabalhadores e no acompanhamento e auxílio daqueles que saíram do emprego.

“Será um meio de emancipar os trabalhadores. Nosso trabalho sempre leva em consideração a participação da categoria, porque acreditamos na construção coletiva, um dos princípios da nossa unidade e luta”, conclui o dirigente.

 MAIS – Acesse o site do Sindmetau.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui