18 C
São Paulo
quinta-feira, 13/06/2024

Ministro Marinho foi metalúrgico

Data:

Compartilhe:

Na Pasta do Trabalho e Emprego, um trabalhador. Portanto, faz sentido a indicação do nome de Luiz Marinho para ministro pelo presidente Lula, até porque o foco principal do seu governo terá que ser a geração de empregos.

Paulista, ex-lavrador e ex-metalúrgico da Volks, Luiz Marinho assumiu terça (3) o Ministério do Trabalho e Emprego. Ele já ocupou a Pasta durante dois anos no governo Lula. Também tem experiência sindical, como diretor e depois presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo.

A posse teve forte presença de dirigentes sindicais. Marinho declarou: “Temos uma Nação pra unir e reconstruir. Nossas ferramentas serão a cooperação e o diálogo”. Diálogo tripartite, entre governo, trabalhadores e empresários. Segundo o ministro, ele buscará o diálogo com as entidades empresariais “a fim de contribuir no fortalecimento do sistema produtivo e geração de empregos de qualidade”.

Centrais – Quanto às Centrais Sindicais, disse Luiz Marinho: “Espero atuação propositiva das Centrais nesse diálogo amplo, sendo elas a voz de todos os trabalhadores, conectados com os desafios e a promoção de um desenvolvimento econômico
sustentável”.

Mínimo – Luiz Marinho reafirmou o compromisso do presidente Lula com a valorização do mínimo, por meio de proposta a ser apresentada ao Congresso Nacional. A ideia é garantir aumento real todo ano. Bolsonaro, em quatro anos, não deu um único centavo de aumento.

Formalização – Em entrevista ao O Globo, hoje (4), o Ministro Luiz Marinho adiantou pontos de seu plano de trabalho. Deu destaque à geração de empregos e ao estímulo contra a informalidade. No que diz respeito à situação atual da Pasta, comparou: “Em 2005, eu estava no céu em relação ao que encontramos agora. Hoje, não existe nada”.

O sindicalismo, em peso, apoia o Ministro Luiz Marinho, lembrando que é preciso dialogar, mas adotar medidas efetivas pela geração de empregos, sem demora.

Acesse – www.gov.br/trabalho

Conteúdo Relacionado

Bancários querem aumento real de 5%

Avança a campanha salarial do ramo financeiro ligado à Contraf-CUT. Um ponto alto foi a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, encerrada...

“É o meu maior prêmio”, afirma Ricardo Kotscho

Sexta, 7, no Dia da Liberdade de Imprensa, o jornalista Ricardo Kotscho recebeu o troféu Audálio Dantas, na Câmara Municipal de São Paulo. A...

Sinpro realiza encontro das Católicas

Aconteceu entre 7 e 8 de junho o Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento foi organizado pelo Sinpro Campinas, em...

Adriana Marcolino assume a direção-técnica

Fundado em 1955, o Dieese vive uma situação inédita, com duas mulheres no comando principal da entidade. Na presidência, a sindicalista Maria Aparecida Faria,...

Comerciários entregam jornal na base

Edson Carvalho, presidente do Sincomerciários de Guarulhos, esteve na loja de materiais de construção A&M, em Santa Isabel, SP. O assessor de base Adailton...