25.5 C
São Paulo
terça-feira, 23/04/2024

MPT impõe multa às vinícolas do Sul

Data:

Compartilhe:

É efetiva a ação do Ministério Público do Trabalho junto às vinícolas Aurora, Garibaldi e Salton, flagradas com trabalho degradante em Bento Gonçalves, RS, onde 207 trabalhadores foram resgatados de condições análogas à escravidão.  Uma das consequências é multa de R$ 7 milhões, a título de indenização.

Quinta (9), foi firmado Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público do Trabalho. O TAC contém ainda 21 obrigações a serem cumpridas já.

As empresas contratavam terceirizados da Fênix Serviços, que se negou a firmar acordo de indenização. Por isso, o MPT pediu o bloqueio de R$ 3 milhões em bens do dono da empresa. A Justiça acatou.

Conalis – Segundo o procurador do MPT, Ronaldo Lima dos Santos, coordenador da Conalis (Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical e do Diálogo Social), as contratantes são responsáveis pela condição desumana dos trabalhadores. “A responsabilidade das contratantes é real. Elas devem fiscalizar as empresas que contratam. Se a empresa terceirizada não pagar, elas terão que fazer o pagamento”, afirma o procurador.

Na avaliação de Artur Bueno de Camargo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação e Afins, esse tipo de contratação é uma forma de muitas indústrias fugirem à responsabilidade pela mão de obra. Ele diz: “A terceirização é opção quando a contratante se preocupa mais com o lucro do que com a produção sustentável e segura”. Para Artur, a “legislação precisa conter punições severas e responsabilização total da indústria sobre a cadeia de sua atividade”, como ocorreu nas três vinícolas.

MAIS – Acesse o site do MPT e da CNTA.

Conteúdo Relacionado

Engenheiros abrem campanha salarial

Acontece quarta, 24, o XXIII Seminário sobre Campanhas Salariais do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. Será no auditório do Seesp, à...

Economista explica melhora na renda

A renda per capita no Brasil bateu recorde de crescimento em 2023. Subiu de R$ 1.658,00 pra R$ 1.848,00, alta de 11,5% em relação...

Sindicalismo perde Chicão

Com imensa tristeza, vimos informar a morte de Francisco Cardoso Filho, Chicão, que presidiu o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região de 1987...

Alimentação busca regulamentar custeio sindical

O pedido de isenção da contribuição sindical por parte do trabalhador só pode ser feito antes da assembleia da categoria. Esta é a posição...

Escola do Sinpro SP promove novos cursos

A Escola de Professores do Sinpro SP está com vagas abertas para dois novos cursos neste mês de abril. A programação é voltada para...