Nova Central integra Conselhão

0
153

Volta o Conselhão, desmontado por Bolsonaro. Nesta quinta (4), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializou o Conselho de Desenvolvimento Econômico Social e Sustentável, com 246 integrantes.

O sindicalismo está dentro do Conselhão. A Agência Sindical entrevistou Moacyr Roberto Tesch Auersvald, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores, que tem dois representantes no órgão.

Central – “Estamos eu, do setor hoteleiro, e o João Domingos, presidente da CSPB e um dos vices da nossa Central, representando os Servidores Públicos no Conselho”.

Lula – “Presidente relembrou, em sua fala, as principais contribuições efetivas do Conselhão ao País, quando de seus dois governos”.

Efetivo – “O Conselho tem efetividade. Iniciativas como o Minha Casa, Minha Vida, o PAC, o financiamento para a linha branca, entre outras, foram todas propostas do Conselhão”.
Vice – “O vice e ministro da Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin, fez também uma fala muita boa, destacando o caráter amplo de democrático do Conselho”.

Esperança – “A composição é ampla, eclética, como é o nosso País, a nossa sociedade. Mas vi ali um sentimento geral de esperança e muita confiança no poder da democracia e do diálogo”.

Itamarati – “A cerimônia aconteceu no Itamarati, onde Lula assinou o decreto restabelecendo o Conselho. Tinha banqueiro, operário, indígena, negros, pecuaristas, religioso, enfim, a sociedade brasileira como ela é”.

Regras – “O Conselho de Desenvolvimento Econômico Social e Sustentável terá agenda, grupos de trabalho, comissões e outros instrumentos. Quem faltar três vezes cai fora”
Sustentabilidade – “Do banqueiro ao indígena, havia um interesse geral na questão do desenvolvimento sustentável. Esse estado de espírito é real. O que considero um avanço”.

Espírito público – “A participação de tantos conselheiros, sem qualquer vantagem monetária ou pessoal, mostra que estamos resgatando o espírito público em nosso País”.

Honra – “Como trabalhador, brasileiro e dirigente sindical, me sinto honrado com o convite pra integrar o Conselho. Sinceramente, é um motivo prestígio a qualquer cidadão. Poder debater o Brasil e apresentar propostas benéficas ao nosso povo é uma oportunidade que nos enche de honra”.

MAIS – Site da Nova Central, Agência Brasil e Secom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui