Padeiros de SP aprovam estado de greve por reajuste salarial

0
92

Em assembleia na sede do Sindicato dos Padeiros de São Paulo, sexta, dia 1º, os trabalhadores da categoria aprovaram estado de greve.

O objetivo é fortalecer a negociação por reajuste salarial e reivindicações de Convênio Farmácia e a cláusula da Dignidade Menstrual, que também compõem os ganhos econômicos e sociais para a categoria.

Com data-base em 1º de novembro, a categoria em São Paulo e Grande SP é formada por 70 mil trabalhadores, de aproximadamente 6 mil padarias. As greves poderão ser por blocos de padarias ou padaria por padaria.

O presidente do Sindicato, Francisco Pereira (Chiquinho), afirma: “Os trabalhadores que produzem diariamente a riqueza do setor de panificação e confeitaria, que está em pleno crescimento, merecem ser respeitados e reconhecidos com as conquistas reivindicadas na Campanha Salarial 2023”.

MAIS – site do Sindicato dos Padeiros de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui