18.9 C
São Paulo
sexta-feira, 24/05/2024

Sinpro SP lança Cartilha de combate à violência contra a mulher

Data:

Compartilhe:

O Sindicato dos Professores de São Paulo lançou Cartilha de enfrentamento à violência contra a mulher. As companheiras compõem cerca de 79% dos docentes na educação básica.

O Brasil possui índices alarmantes de violência contra a mulher ou mesmo de feminicídio. O boletim “Elas Vivem: dados que não se calam” (da Rede de Observatórios da Segurança), edição março, mostrou que no Estado de SP 898 casos de violência foram registrados em 2022.

O boletim “Violência contra a Mulher – Conhecer para combater” especifica as violências praticadas: física, psicológica, moral, sexual, política, entre outras. Essas definições são de vital importância pra identificar e resgatar mulheres em situações vulneráveis. O primeiro passo no combate à violência é reconhecer que ela existe.

Embora preferencialmente dirigida às professoras, a Cartilha visa compartilhar informações com a população, a fim de combater a violência vigente na sociedade e reduzir os números alarmantes no Estado e País.

Rita Fraga, diretora do SinproSP e responsável pelo projeto, afirma: “A violência contra as mulheres atinge toda e qualquer mulher, independentemente de classe social, raça, etnia e pode ocorrer em casa, na escola, na rua. Para combater toda e qualquer agressão dessa natureza, é de extrema importância que haja o engajamento social, também para ajudar a enfrentar os silenciamentos, construir uma rede de afetos. Essa cartilha visa, portanto, atender a todas as mulheres em situação de vulnerabilidade e pode ser compartilhada com toda a sociedade. É mais uma contribuição e produção do SinproSP, em parceria com a LBS”.

Para acessar a Cartilha clique aqui. Leia ou baixe.

Para acessar o boletim “Elas Vivem: dados que não se calamclique aqui.

MAIS – Site do SinproSP ou do Observatório da Segurança.

Conteúdo Relacionado

Diap divulga prioridades para 2024

O Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) divulgou na quarta, 22, estudo que aponta as principais prioridades da classe trabalhadora brasileira para 2024.Intitulado "Pauta...

Abril tem ganho real em 77% das negociações

Os reajustes salariais em abril tiveram ganho real em 77% dos casos, segundo dados do boletim do Dieese que avalia as negociações coletivas no...

Engenharia pode ajudar Sul a se reerguer

Há vários anos, o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp) e a Federação Nacional da categoria defendem que Prefeituras e governos...

Caem os aumentos reais

Caiu em relação aos meses anteriores o índice de aumentos reais nas negociações coletivas. Os dados constam do mais recente boletim do Dieese -“De...

Plenária une ação de massa e diálogo político

Um sindicalista metalúrgico presente à Plenária Unitária das Centrais nesta quarta (22), em Brasília, avaliou como “muito positivas as ações de massa e também...