17.5 C
São Paulo
sexta-feira, 19/04/2024

Químicos de São Paulo abrigam afegãos na Colônia

Data:

Compartilhe:

O sindicalismo, além de defender as categorias, tem forte tradição solidária. O Sindicato dos Químicos de São Paulo (CUT) reafirma esse papel social ao abrigar 128 afegãos na Colônia de Férias de Praia Grande, Litoral paulista. Entre os refugiados afegãos, 35 crianças.

Os imigrantes afegãos estavam acampados precariamente no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O poder público municipal nada fez. Transferidos para a Colônia do Sindicato sexta (30), em cinco ônibus da Polícia Federal, o grupo recebeu alimentação e passou por exames médicos.

A iniciativa é uma parceria do Ministério da Justiça, governo paulista, Prefeituras e outras entidades, como a Cáritas e a Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur).

Sofrimento – Segundo o presidente do Sindicato, vereador Hélio Rodrigues (PT-Capital), o objetivo é amenizar o sofrimento dos afegãos. Ele diz: “Trata-se de um abrigo emergencial até que se estruture uma ação conjunta pra acolher de fato os imigrantes, que têm vistos humanitários e não estão em situação irregular no País”.

Prestes a completar 90 anos, o Sindicato reforça sua história de lutas além dos limites de sua base.  “Ações sociais também fazem parte do escopo do nosso trabalho. Realizamos várias campanhas de arrecadação e doações na Pandemia e, depois, quando das enchentes e desmoronamento no Litoral Norte”.

Talibã – Segundo a Acnur, 3,5 milhões de afegãos buscam refúgio em outras nações. O Afeganistão vive grave crise política. Desde 2021, o país voltou ao comando radical do Talibã. O grupo impõe seus preceitos religiosos à população, que afeta mulheres e restringe a ida de crianças à escola.

MAIS – Sites do Sindicato dos Químicos, do Ministério da Justiça ONU Refugiados.

Conteúdo Relacionado

Escola do Sinpro SP promove novos cursos

A Escola de Professores do Sinpro SP está com vagas abertas para dois novos cursos neste mês de abril. A programação é voltada para...

Portuários fazem paralisação em 14 portos do país

Trabalhadores portuários de diversas regiões do País fizeram uma paralisação de seis horas na manhã de quinta-feira, 18. A ação abrangeu 14 dos 32...

Sindicalismo mantém ganhos reais elevados

Segue alto o índice dos aumentos reais nas negociações coletivas. A avaliação é do Dieese, que publica o boletim mensal "De Olho nas Negociações". O...

Metalúrgicos de Guarulhos vão inaugurar trilha no Clube de Campo

O Clube de Campo do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região é a maior e mais completa área de lazer da cidade. E...

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%

Avanços para os 11 mil trabalhadores em postos de combustíveis do Município do Rio de Janeiro. A Comissão de Negociação, que representa os empregados,...