18.4 C
São Paulo
quinta-feira, 13/06/2024

Seminário da FSM no Brasil, dia 4 de março

Data:

Compartilhe:

Vai acontecer em São Paulo, dia 4 de março, o Seminário “A Crise do Capitalismo e seus Impactos na Organização Sindical e no Trabalho”, promovido pela Federação Sindical Mundial (FSM), com apoio de Centrais Sindicais brasileiras.

Evento vai discutir a crise global do capitalismo e os impactos na vida da classe trabalhadora e das organizações sindicais. Organizadores pretendem reunir 100 sindicalistas, principalmente os ligados às relações internacionais de suas entidades.

Centrais – Participam Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil; Central dos Sindicatos Brasileiros, Nova Central Sindical de Trabalhadores, União Sindical dos Trabalhadores, Unidade Classista, Intersindical Central da Classe Trabalhadora e outras entidades representantes de categorias ou setores obreiros.

Adilson Araújo, presidente da CTB, falou à Agência Sindical acerca da iniciativa.

Ele diz: “Vivemos um momento de profunda instabilidade econômica, somada ao declínio da ordem mundial até agora hegemonizada pelos Estados Unidos”. Para o dirigente, “há uma transição pra outra ordem geopolítica, gerada pela ascensão da China e fortalecimento do Brics, que reúne países como Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul, e ela se contrapõe à hegemonia norte-americana. A grave crise intensifica a luta de classes num mundo marcado por tensões e conflitos”.

Debate – Segundo o dirigente cetebista, o Seminário deve realçar a importância da luta anticapitalista. O objetivo, ele adianta, é traçar maneiras pra criar um mundo menos desigual. “O evento da FSM marcará o encontro da diversidade das culturas, que, embora abrigue diferentes opiniões, tem uma compreensão comum entre as partes, que é o esclarecimento sobre o problema que o capitalismo causa às nações e ao povo, em geral”, ele finaliza.

Conselho presidencial – Representantes da FSM chegam ao País em 29 de fevereiro para reunião do Conselho Presidencial da Federação, dias 1º e 2 de março. O encontro se dará no hotel Grand Villagio, na rua Martins Fontes, Centro de SP. Esperados 80 sindicalistas de 50 países.

Inauguração – Também no dia 1° de março, às 19 horas, a Federação inaugura o escritório brasileiro. A inauguração acontecerá na CTB, à rua Cardoso de Almeida, no bairro Sumaré, em SP. Evento reunirá a delegação estrangeira participante da reunião do Conselho Presidencial e das entidades filiadas e integrantes da FSM. Ocasião oportuna pra fortalecer laços de solidariedade entre os trabalhadores de diferentes países.

Seminário – Dia 4 de março, às 9 horas, no Sindpd – Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo, na avenida Angélica, Santa Cecília, São Paulo.

MAIS – Site da CTB, CSB, NCST, UST e UC.

Conteúdo Relacionado

Bancários querem aumento real de 5%

Avança a campanha salarial do ramo financeiro ligado à Contraf-CUT. Um ponto alto foi a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, encerrada...

“É o meu maior prêmio”, afirma Ricardo Kotscho

Sexta, 7, no Dia da Liberdade de Imprensa, o jornalista Ricardo Kotscho recebeu o troféu Audálio Dantas, na Câmara Municipal de São Paulo. A...

Sinpro realiza encontro das Católicas

Aconteceu entre 7 e 8 de junho o Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento foi organizado pelo Sinpro Campinas, em...

Adriana Marcolino assume a direção-técnica

Fundado em 1955, o Dieese vive uma situação inédita, com duas mulheres no comando principal da entidade. Na presidência, a sindicalista Maria Aparecida Faria,...

Comerciários entregam jornal na base

Edson Carvalho, presidente do Sincomerciários de Guarulhos, esteve na loja de materiais de construção A&M, em Santa Isabel, SP. O assessor de base Adailton...