19.6 C
São Paulo
terça-feira, 23/04/2024

Servidores definem agenda contra PEC 32

Data:

Compartilhe:

Após Encontro Nacional realizado na semana passada, Servidores públicos engajados na luta contra a Proposta de Emenda Constitucional 32/2020 definiram agenda de ações para o combate à reforma administrativa. A PEC 32 busca enfraquecer o serviço público para o povo brasileiro, denunciam os trabalhadores.

Coordenados pelas Centrais Sindicais e o movimento Basta!, os Servidores lançaram manifesto informando à população quais são os maiores perigos em caso de aprovação dessa reforma.

Segundo o documento, a intenção do governo Bolsonaro é de privatizar empresas, reduzir investimentos no setor público, retirar direitos e enfraquecer a representação dos trabalhadores.

Encaminhamentos – Durante o Encontro Nacional, ficaram definidas algumas ações. Nesta terça (3), por exemplo, haverá mobilização em Brasília. Já no dia 18, os Servidores deverão fazer greve nacional.

Além disso, os sindicalistas querem mobilizar vereadores, prefeitos, governadores, deputados estaduais, promover campanha nos meios de comunicação, mídias sociais. Por fim, as entidades buscam os deputados federais. Veja no quadro abaixo.

Alerta – Os trabalhadores no setor público querem alertar e conscientizar a população brasileira para os iminentes perigos da PEC 32. No manifesto, eles afirmam que a reforma administrativa é um duro golpe às políticas sociais de saúde, educação, segurança, dentre várias outras.

“A extinção dos regimes jurídicos únicos nas esferas dos municípios, estados e União vilipendiam de forma perversa os preceitos constitucionais da Carta Magna de 1988”, diz o documento.

Manifesto – Clique aqui e leia na íntegra.

MAIS – Site do movimento Basta!

Conteúdo Relacionado

Engenheiros abrem campanha salarial

Acontece quarta, 24, o XXIII Seminário sobre Campanhas Salariais do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. Será no auditório do Seesp, à...

Economista explica melhora na renda

A renda per capita no Brasil bateu recorde de crescimento em 2023. Subiu de R$ 1.658,00 pra R$ 1.848,00, alta de 11,5% em relação...

Sindicalismo perde Chicão

Com imensa tristeza, vimos informar a morte de Francisco Cardoso Filho, Chicão, que presidiu o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região de 1987...

Alimentação busca regulamentar custeio sindical

O pedido de isenção da contribuição sindical por parte do trabalhador só pode ser feito antes da assembleia da categoria. Esta é a posição...

Escola do Sinpro SP promove novos cursos

A Escola de Professores do Sinpro SP está com vagas abertas para dois novos cursos neste mês de abril. A programação é voltada para...