21.9 C
São Paulo
quarta-feira, 12/06/2024

Entidades do Paraná repudiam novas agressões a frentistas

Data:

Compartilhe:

Sindicatos dos trabalhadores em postos de combustíveis do Paraná repudiam as frequentes agressões contra funcionários. A violência tem sido frequente no Estado. Na última semana, dois novos casos foram registrados. Tanto assim que, em novembro, o Sinpospetro Curitiba e a Câmara Municipal realizaram audiência pública em defesa dos frentistas, tendo em vista os ataques de clientes contra Guadalupe Monithle Bahs de Morais e Juan Pablo de Castro.

No último sábado (24), Denival Ferreira, trabalhador de um posto no Boqueirão, em Curitiba, foi agredido duas vezes por um casal. De acordo com ele, aconteceu por não ter troco para R$200,00.  Primeiro, ele foi agredido pela mulher. Depois, pelo homem. Ao jornal Banda B, a vítima contou que uma terceira pessoa havia derrubada uma prateleira da loja.

Na mesma semana, o frentista Lorran Lopes foi ameaçado com um facão. A cliente se irritou ao chegar para abastecer em uma bomba que estava com problema. Em seguida, de acordo com ele, pediu para abastecer R$ 100,00 e, ao ter o tanque cheio, disse que queria apenas R$ 80,00. Ela apontou a faca para o pescoço da vítima enquanto o insultava.

Sindicato – O Sindicato da categoria na regi repudia a violência nos postos de gasolina e pedem reforço da segurança nos estabelecimentos para as autoridades. Em conjunto, Sinpospetro e Paranapetro, divulgaram uma nota contra o desrespeito com a Categoria.

Leia na íntegra

Diante do novo caso de agressão à frentista ocorrido neste final de semana, o Sindicato dos Frentistas de Curitiba e o Paranapetro, entidade que representa a revenda de combustíveis, vêm a público repudiar este e qualquer outro ato de violência e desrespeito.

Os profissionais do segmento prestam um importante e fundamental serviço para a sociedade, e devem ser respeitados.

Infelizmente este é mais um caso de violência no segmento, a partir do qual as duas entidades reforçam que estão comprometidas em pedir providências às autoridades e dar suporte aos trabalhadores.

 Lairson Sena – presidente do Sindicato dos Frentistas de Curitiba.
Paulo Fernando da Silva – presidente do Paranapetro.

MAISSinpospetro Curitiba

Conteúdo Relacionado

“É o meu maior prêmio”, afirma Ricardo Kotscho

Sexta, 7, no Dia da Liberdade de Imprensa, o jornalista Ricardo Kotscho recebeu o troféu Audálio Dantas, na Câmara Municipal de São Paulo. A...

Sinpro realiza encontro das Católicas

Aconteceu entre 7 e 8 de junho o Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento foi organizado pelo Sinpro Campinas, em...

Adriana Marcolino assume a direção-técnica

Fundado em 1955, o Dieese vive uma situação inédita, com duas mulheres no comando principal da entidade. Na presidência, a sindicalista Maria Aparecida Faria,...

Comerciários entregam jornal na base

Edson Carvalho, presidente do Sincomerciários de Guarulhos, esteve na loja de materiais de construção A&M, em Santa Isabel, SP. O assessor de base Adailton...

Acontece hoje o Arraiá dos Metalúrgicos de Guarulhos

O Clube de Campo do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região (Parque Primavera, Guarulhos) será palco de uma grande festa junina neste sábado,...