O Sindicato dos Mensageiros, Motociclistas, Ciclistas e Mototaxistas Intermunicipal do Estado de SP (Sindimoto) se reuniu segunda (27) com o vereador da Capital, Adilson Amadeu, para dar os primeiros passos da regulamentação dos trabalhadores de aplicativos.

Durante o encontro, foram discutidas metas que precisam ser alcançadas, bem como um cronograma de reuniões com membros do Grupo de Trabalho, criado pela Prefeitura de SP, a fim de implantar as regras e a regulamentação provisória sair do papel.

Segundo informa o Sindimoto, a reunião debateu de que forma será feito o cadastramento dos profissionais, via site, aplicativo ou presencialmente, e quais serão os dados coletados do trabalhador. A ideia é melhor atender e também facilitar o acesso dos entregadores.

As empresas terão um prazo para se adequar à regulamentação provisória, para que todo o setor de motofrete esteja dentro das leis. Por hora, o Departamento de Transportes Públicos de SP será o órgão responsável para reunir os cadastros.

O primeiro encontro ocorreu no dia 13 de junho, quando dirigentes do Sindimoto e da União Geral dos Trabalhadores (UGT) se reuniram com representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade. O objetivo é moralizar a categoria, que sofre com a precarização das relações trabalhistas promovida pelas empresas de apps.

MAIS – Site do Sindimoto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui