Domingo, 13 de março, o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos de SP (Sintect-SP) completou 34 anos. Nessas mais de três décadas de história, a entidade se consolidou como uma das entidades mais combativas em defesa dos trabalhadores e por representar uma das principais categorias do País.

Hoje, o Sintect-SP representa cerca de 22 mil empregados nos Correios na Capital, Grande São Paulo e zona postal de Sorocaba.

Presidido por Elias Cesário (Diviza), a entidade intensificou no último ano a luta contra o Projeto de Lei 591/2021, que permite a privatização da ECT. “Precisamos nos unir e resistir para que no final do ano, após as eleições, os trabalhadores dos Correios possam sair vitoriosos dessa batalha”, afirma Diviza.

“Muitas vezes fomos vítimas de calúnias e difamação. E sabe qual foi nossa resposta? Trabalho. Ainda mais trabalho. Não estamos de brincadeira! Assumimos esse compromisso quando fomos eleitos e novamente reafirmamos isso com a categoria ecetista. Faremos sempre nosso melhor”, ressalta o presidente do Sintect-SP.

Segundo o dirigente, é uma honra comemorar a data simbólica e histórica para a entidade. “Me orgulho de estar aqui presidindo o Sindicato e agradeço aos trabalhadores por me dar a honra que é ficar a frente do maior e mais representativo Sindicato do Brasil”, celebra Diviza.

Futuro – Elias Cesário avalia a atuação da entidade para o futuro: “Lutamos muito pra chegar até aqui e vamos avançar muito mais. Contem com mais anos e anos de dedicação, luta e conquistas. Essa é a nossa missão”.

MAIS – Acesse o site do Sintect-SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui