25.5 C
São Paulo
terça-feira, 23/04/2024

Subir às bases

Data:

Compartilhe:

Tenho insistido em que as direções sindicais aproveitem o que resta do ano para se aproximar da base utilizando todos os recursos da comunicação eletrônica e forçando (com segurança sanitária) a comunicação presencial.

Uma nova motivação para isto acaba de acontecer com a publicação, pelo Dieese, do boletim “De olho nas negociações”.

Nele, totalizados os resultados das negociações salariais de 2020, até outubro, quase metade delas não conseguiu repor a inflação e as que conseguiram, ou empataram ou avançaram muito pouco.

Foi um ano atípico, com as maiores dificuldades causadas pela pandemia, pelo desemprego e pela desorganização das relações do trabalho, que levou milhares de trabalhadores a apelarem para a Justiça do Trabalho.

Pela primeira vez rompeu-se o equilíbrio entre o aspecto institucional e o aspecto movimentista da ação sindical; praticamente não houve companhas salariais (assembleias, greves, mobilizações, distribuição de jornais, portas de fábrica e de outros locais de trabalho) reduzindo-se as negociações às reuniões virtuais (e raras presenciais) entre os dirigentes sindicais dos trabalhadores e as direções sindicais patronais e de empresas. Estas, também pressionadas pela conjuntura negativa, dificultaram ao máximo as condições da negociação e quando se engajaram foram mesquinhas em consentir resultados favoráveis aos trabalhadores.

Quando estes são bons falam por si mesmos. Quando – como este ano – eles são precários e foram obtidos em negociações sem a participação efetiva e presencial dos trabalhadores (no Paraná, por exemplo, o Ministério Público do Trabalho tenta criminalizar as assembleias presenciais dos trabalhadores) é preciso um esforço adicional de explicação que esclareça as dificuldades, o que se preservou em ganhos sociais e o próprio papel institucional do sindicato.

Mais que nunca é preciso subir às bases, já que as notícias não são as melhores e exigem explicações circunstanciadas e convincentes.

João Guilherme
João Guilherme
Consultor sindical e membro do Diap. E-mail joguvane@uol.co.br

Conteúdo Relacionado

Diálogo e valorização dos engenheiros – Murilo Pinheiro

A 23ª edição do Seminário sobre Campanhas Salariais, que acontece nesta quarta-feira (24/4), às 16 horas, no auditório do SEESP, é excelente oportunidade para...

Engenheiros abrem campanha salarial

Acontece quarta, 24, o XXIII Seminário sobre Campanhas Salariais do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. Será no auditório do Seesp, à...

Economista explica melhora na renda

A renda per capita no Brasil bateu recorde de crescimento em 2023. Subiu de R$ 1.658,00 pra R$ 1.848,00, alta de 11,5% em relação...

Precisamos de um reforma tributária progressiva para reduzir desigualdades – Adilson Araújo

O Brasil é um dos países mais desiguais do mundo, fenômeno que está na raiz da violência que perturba e apavora nosso povo. No Relatório...

Sindicalismo perde Chicão

Com imensa tristeza, vimos informar a morte de Francisco Cardoso Filho, Chicão, que presidiu o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região de 1987...