Trabalho realizado em 2023 trará bons frutos para o ano-novo – Murilo Pinheiro

0
93

Organização sindical dos engenheiros atuou em defesa da categoria e pelo desenvolvimento nacional, promovendo a valorização profissional e apresentando propostas para contribuir com o País. Esforço empreendido traz expectativas positivas para o próximo período.

O ano que está prestes a se encerrar foi certamente desafiador, marcado por muito trabalho, mas também por resultados importantes para a engenharia, seus profissionais e o debate geral em prol do desenvolvimento nacional.

A Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) e seus sindicatos filiados deram a largada a 2023 lançando uma nova edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”. Intitulada “Hora de avançar – Propostas para uma nação soberana, próspera e com justiça social”, publicação trouxe sugestões para avanços em áreas cruciais que seguem pautando o debate.

Nesse contexto, está a produção e o uso de hidrogênio verde no Brasil, objeto de parceria com o projeto H2Brasil, da Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável. Tendo em vista a matriz energética nacional, majoritariamente renovável, e o potencial de crescimento da geração a partir de fontes limpas, são grandes as possibilidades de avanço nesse campo.

Outro tema examinado pela nossa federação, com a contribuição dos maiores especialistas no assunto do País, foi como implantar no Brasil uma indústria de semicondutores, considerados essenciais à transformação digital. A conclusão é que produzir chips, incluindo o design e a fabricação do wafer (circuito montado na base de silício), e não apenas o seu encapsulamento, é fundamental para que o País tenha autonomia em sua economia e possa avançar tecnologicamente. Tal avaliação foi já levada ao vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, em audiência em Brasília, e seguirá na agenda da engenharia em 2024.

Paralelamente às contribuições da categoria para a melhoria das condições de vida de toda a população, travou-se também a batalha em sua defesa, notadamente nas negociações coletivas, com dezenas de campanhas salariais realizadas em todo o País. No Estado de São Paulo, foram aproximadamente 40, abrangendo profissionais dos mais diversos segmentos econômicos. Na pauta de reivindicações, remuneração justa, condições de trabalho adequadas, acesso a atualização profissional e autonomia técnica, entre outras bandeiras de luta permanente.

Além disso, houve empenho constante para defender os legítimos interesses dos profissionais junto às instituições, buscando sua valorização perante a sociedade. Exemplo desse esforço foi o trabalho de demonstrar aos senadores que votariam a PEC da reforma tributária a necessidade de evitar elevação excessiva de impostos para engenheiros. Como resultado, foi contemplada emenda determinando o desconto de 30% da alíquota geral a ser definida para a categoria e outros profissionais liberais.

Essas e muitas outras ações e iniciativas seguem nos planos de luta e trabalho em 2024, que será certamente um ano promissor, se estivermos juntos e focados no objetivo de construir um futuro melhor.

Boas festas a todos, com paz e saúde, e um ano-novo repleto de realizações!

Eng. Murilo Pinheiro – Presidente da Federação Nacional dos Engenheiros e do Sindicato paulista.

Clique aqui e leia mais artigos de Murilo Pinheiro.

Acesse – www.seesp.org.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui