17.2 C
São Paulo
sexta-feira, 14/06/2024

A bola rola em Guarulhos

Data:

Compartilhe:

Dia 16 de outubro, começou o Campeonato Metalúrgico de Futebol de Guarulhos e Região. Na virada do ano, a competição parou, retornando em janeiro. A atual edição (vigésima sexta) tem 28 equipes.

O torneio ficou parado na pandemia. Mas voltou em alto nível. Foi o que se viu, por exemplo, no começo das oitavas de final, dia 19 de março, com oito equipes: quatro partidas, belas jogadas, golaços e os goleiros inspirados, pegando pênaltis. “Rivalidade só durante o jogo”, diz Josimar, da TecFil, que pegou dois pênaltis.

Para o presidente Josinaldo José de Barros (Cabeça), o Campeonato valoriza o esporte amador. “Aqui se joga com amor à camisa. Torneiro, eletricista, serralheiro, administrativos, todos se empenham em dar o melhor a seus times”.

Final – A finalíssima do Futebol Metalúrgico acontecerá dia 16 de abril. Jogos sempre aos domingos, a partir das 9 horas, no campo com gramado sintético, e impecável, do Clube de Campo, no Primavera, Guarulhos.

CLUBE – Quem for ao campo pode depois dar um rolê pelo Clube. Estacionamento grátis pra sindicalizados.

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores da Eletrobras deflagram greve por tempo indeterminado

80% do quadro adere à paralisação e dá remédio amargo aos patrões que não quiseram negociarOs trabalhadores do grupo Eletrobras estão de braços cruzados...

Bancários querem aumento real de 5%

Avança a campanha salarial do ramo financeiro ligado à Contraf-CUT. Um ponto alto foi a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, encerrada...

“É o meu maior prêmio”, diz Ricardo Kotscho

Sexta, 7, no Dia da Liberdade de Imprensa, o jornalista Ricardo Kotscho recebeu o troféu Audálio Dantas, na Câmara Municipal de São Paulo. A...

Sinpro realiza encontro das Católicas

Aconteceu entre 7 e 8 de junho o Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento foi organizado pelo Sinpro Campinas, em...

Adriana Marcolino assume a direção-técnica

Fundado em 1955, o Dieese vive uma situação inédita, com duas mulheres no comando principal da entidade. Na presidência, a sindicalista Maria Aparecida Faria,...