A mulher e a vida – Artigo de José Pereira dos Santos

0
453

Março é o Mês da Mulher. Isso acontece porque o 8 de Março marca o Dia Internacional da Mulher. A data, como se sabe, homenageia a memória de trabalhadoras mortas pelo patrão dentro de fábrica, nos Estados Unidos, quando faziam greve por melhores condições de trabalho.

Portanto, março é identificado com as lutas femininas e por justiça social. Neste mês, Sindicatos e Centrais costumam promover atos e debates sobre a questão feminina. Este ano, infelizmente, a pandemia da Covid-19 atrapalhará a realização de atos e eventos.

De todo modo, por ironia do destino, nunca um mês de março precisou tanto da atitude das mulheres. Isso porque uma doença terrível nos atinge e a mulher, muito mais que o homem, sabe enfrentar situações assim.

Por isso, sugiro que o Março-Mulher seja dedicado à luta por vacina pra todos, já; isolamento social; e pelo reforço nas medidas individuais e coletivas de proteção contra o vírus. Refrear a vontade de sair de casa, adiar um compromisso social, desmarcar uma reunião familiar ou simplesmente limpar as mãos com álcool gel podem demarcar a divisa entre saúde e doença, entre vida e morte.

Para nossa tristeza e vergonha, a pandemia tem registrado aumento nas agressões domésticas. Ou seja, mais mulheres são agredidas por maridos ou companheiros. O feminicídio cresceu. E o assédio moral também aumentou.

Por isso, é correta a pauta do Março-Mulher, ao cobrar combate à Covid-19, ao denunciar o assédio moral e também ao clamar às autoridades mais rigor frente à violência contra as mulheres. Essa pauta, eu diria, não vale só pra autoridades. Ela exige mudança de postura de cada um de nós, especialmente dos homens que tenham algum tipo de poder econômico, político, religioso ou mesmo sindical.

A mulher é a fonte da vida. É seu afeto e sua força que amparam o homem ao longo da vida. Precisa ser muito estúpido pra não reconhecer o valor, a competência, a inteligência e a sensibilidade das mulheres.

Diretoras – No Sindicato, temos o Departamento Feminino integrado pelas companheiras Márcia, Raquel e Roseli. Em nome das três companheiras, saúdo as metalúrgicas e todas as mulheres desse nosso Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui