Acordo salarial beneficia 130 mil vigilantes

0
3017
vigilantes

Encerrada a campanha salarial dos 130 mil trabalhadores na vigilância patrimonial no Estado de São Paulo. Acordo vale a partir de 1º de janeiro. São beneficiados Vigilantes Patrimoniais, Agentes de Portaria e atividades similares.

A campanha é coordenada pela Federação da categoria e os Sindicatos da Capital e Interior.

Resultado – Pisos e salários sobem 10,74%, pelo IPCA. Índice também atualiza benefícios como vale-refeição ou vale-alimentação.

Valores – Piso salarial passa de R$ 1.666,52 pra R$ 1.845,56. Com os 30% do Adicional de Periculosidade, salário-base do Vigilante chega a R$ 2.399,23.

Vale-refeição – É concedido ao empregado cuja empresa não disponha de restaurante. Com o reajuste de 10,74%, o tíquete passa de R$ 29,00 para R$ 32,11.

Segundo o diretor Ronaldo de Souza, o vale-refeição é concedido ao empregado caso a empresa não disponha de restaurante. “Quando a empresa tem refeitório e fornece almoço ou jantar, o trabalhador não recebe tíquete. Mas, se não tiver restaurante próprio, aí o funcionário tem direito de receber o vale-refeição”, explica Ronaldo.

União – O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Campinas e Região, Geizo de Souza, afirma: “A união dos trabalhadores foi essencial para esse desfecho. Os companheiros estão de parabéns por estarem mobilizados desde o início junto com o Sindicato e a nossa Federação”.

MAIS – Acesse o site da Fetravesp e www.sindivigilancia.org.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui