Avanços são reais – Josinaldo José de Barros

0
227

O governo Lula é reformista. E reforma é algo que tem duas direções. Uma conserta estragos e a outra direção busca realizar melhorias.
Nesse sentido, o governo Lula vai bem. Vejamos:

. Democracia – Em menos de 100 dias, seu governo consertou os estragos feitos pelo ex-presidente durante seu mandato e pôs ordem na casa, após aquelas barbaridades extremistas dia 8 de janeiro, em Brasília.

. Diálogo – Lula faz um governo de diálogo, junto ao Congresso Nacional, às entidades de trabalhadores, ao empresariado, aos intelectuais e mesmo quanto ao agronegócio, que é ainda bastante conservador.

. Mundo – O Brasil voltou a ter projeção mundial e Lula é recebido com tapete vermelho por onde pisa – China, Portugal, Inglaterra ou Rússia. Diz o povo: respeito é bom e eu gosto. Mas as pessoas e os países precisam fazer pra merecer respeito. E Lula tem feito.

. Mulheres – Em 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, o presidente anunciou pacote com 24 medidas. A principal é o Projeto de Lei segundo o qual a paridade salarial entre homens e mulheres na mesma função se torna obrigatória.

. Salário mínimo – Após seis anos de congelamento, o mínimo voltou a subir acima do INPC: 2,8%. É pouco? Sim. Mas o Presidente acatou proposta das Centrais e do Dieese, mandando ao Congresso um Projeto de recuperação continuada no valor do salário mínimo.

. Aposentados – Serão antecipadas as duas parcelas do décimo terceiro de aposentados, pensionistas e demais beneficiários da Previdência. É dinheiro no bolso do idoso e mais comida na mesa de 30 milhões de brasileiros.

Farmácia – No palanque do 1º de Maio, em São Paulo, Lula anunciou a retomada das Farmácias Populares. Ele disse, dirigindo-se ao presidente do Sindnapi: – “João Inocentini vamos garantir remédio de graça pra nossos idosos”. O programa “Mais Médicos” também já foi retomado.

Empregos – O governo volta a estimular a construção de navios, libera crédito mais barato a pequenas e médias empresas, acelera o Minha Casa, Minha Vida – medidas geradoras de emprego.

Enfermagem – Enfermeiros e auxiliares passam a ter Piso específico, o que eleva seus ganhos e qualifica funções vitais pra saúde pública.

Professores – Logo nos primeiros dias de governo, o Piso Nacional do Professor recebeu aumento de 14,9%.

Onde é que a batalha não está decidida, ainda? Na questão dos juros. O Banco Central passou a ser independente do governo na gestão anterior. Seu presidente é arrogante e ameaça subir a atual Selic de 13,75%. Mas o sindicalismo e boa parte do empresariado estão de olho no sujeito. Mais dias, menos dias, a gente põe ele pra correr e baixa os juros pra um patamar razoável. Menos juros e mais empregos. Esse é o nosso lema.

Reforma não muda tudo de uma vez. O que muda tudo é demolição. Mas nós somos trabalhadores. Nossa missão é construir e não destruir!

Josinaldo José de Barros (Cabeça)
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região.
Diretoria Metalúrgicos em Ação

Email – josinaldo@metalurgico.org.br
Site – www.metalurgico.org.br
Facebook: /josinaldo.cabeca.1

Clique aqui e leia mais opiniões