Sindicato dos Motoristas Cegonheiros de Goiás realizou nesta terça (11) mobilização contra a empresa Gabardo, em Piracicaba (interior de SP). Segundo o presidente da entidade, Wagner Borges (Guaraná), os trabalhadores reivindicam melhores condições de trabalho e fim das práticas antissindicais.

De acordo com denúncias, os motoristas são obrigados a tirar suas folgas dentro do pátio da empresa, mesmo nos finais de semana, sem descanso, sem lazer e longe do convívio familiar.

A empresa, que transporta veículos novos das fábricas para as lojas concessionárias, também obriga os trabalhadores a resolver consertos em casos de necessidade, evitando sua responsabilidade de acionar o seguro. Dessa forma, o consumidor final acaba sendo enganado, por acreditar que o produto é zero quilômetro, mas já passou por reforma.

Wagner Borges também conta que a Gabardo promove práticas antissindicais. Recentemente, a empresa convocou a Polícia Militar para coibir o movimento de reivindicações dos trabalhadores, que faziam campanha salarial. “É uma incoerência. A empresa só visa seus ganhos. E para o trabalhador, nada. Só exploração e retirada de direitos”, desabafa o dirigente.

Apoio – A Força Sindical já se colocou a favor dos Cegonheiros. Os trabalhadores também recebem apoio dos Sindicatos dos Metalúrgicos de São Paulo, de Piracicaba, de Anápolis e Catalão, além dos Comerciários de Catalão.

MAIS – Acesse o site da Força.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui