Centrais Sindicais defendem vacina já e Auxílio durante 2021

0
413
Bolsonaro

Atentas ao cenário tenebroso da economia e da saúde pública, as Centrais Sindicais publicaram Nota conjunta dia 31 (Os desafios para o novo ano) em que criticam a paralisia do governo e propõem ações urgentes.

Diz a Nota: “São urgentes a campanha de vacinação e a renovação do Auxílio Emergencial de R$ 600,00”.

No texto, CUT, Força Sindical, UGT, Nova Central, CTB e CSB alertam que “não faz sentido abolir esse recurso, uma vez que o vírus ainda ameaça a população”. Para as entidades, “o governo precisa aperfeiçoar e ampliar a política de proteção do Bolsa-Família, articulada às demais políticas de proteção social de que o País já dispõe”.

As entidades lembram, no texto, as iniciativas do sindicalismo durante 2020, incluindo ações solidárias em benefício dos mais carentes. Diversos Sindicatos fizeram arrecadação de cestas básicas e produtos de higiene e várias dessas iniciativas tiveram também engajamento de empresas.

A Nota reforça as negociações coletivas “capazes de dar solução ágil aos conflitos e, assim, valorizar os trabalhadores e suas famílias”.

Segundo o texto unitário, “as Centrais compreendem que deverão atuar para a mobilização dos trabalhadores em torno de projetos sociais pra avançar em lutas orientadas pela solidariedade, justiça e liberdade”.

CLIQUE AQUI E LEIA – Os desafios para o novo ano