Lupi recebe pauta do FST e diálogo avança

0
156

Dirigentes das Confederações integrantes do Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST) voltaram a se reunir, dia 6, com o ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, em Brasília.

O encontro faz parte da Mesa de Negociação Permanente sobre o INSS, formalizada em 25 de janeiro.

O documento entregue ao ministro lista a necessidade de zerar a fila de espera por benefícios, contratar mais funcionários e médicos, adequar o número de representantes no Conselho Nacional de Previdência e formar grupo de trabalho tripartite pra discutir mudanças na legislação previdenciária.

Artur Bueno de Camargo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação e Afins (CNTA), explica que o objetivo é ajudar a resolver problemas do INSS. “Há atendimentos que não podem ser feitos somente de modo virtual, como perícia. Isso requer mais funcionários”, afirma.

O dirigente valoriza a participação das Confederações. E diz: “As Centrais têm seu papel, mas são as Confederações que conhecem mais a fundo a realidade das categorias”. Para Artur, os problemas do INSS devem ser tratados de baixo pra cima.

“Nós conhecemos as necessidades de aposentados e beneficiários”, garante.

Para o dirigente, o encontro foi produtivo.

“Lupi sugeriu parceria com a representação sindical a fim de contribuírmos na melhora do atendimento aos segurados”, diz o presidente da CNTA.

Passos – Agora, as tratativas serão encaminhadas com a assessoria da Pasta. Clique aqui e acesse o documento.

Direção – Antonio Carlos Fernandes Júnior responde interinamente pelo FST, devido ao afastamento, temporário, do professor Oswaldo Augusto de Barros, seu titular.

Mais – Acesse o site do FST e da CNTA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui