Negociação dos Químicos garante reposição salarial e direitos

0
457

Terminou na quinta (3) com saldo positivo a mesa de negociação entre a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar) e o setor patronal.

A proposta assegura a reajuste de 100% do INPC, do Piso em Convenção Coletiva e manutenção da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR). Mais de 130 mil trabalhadores dos setores químico, plásticos e fertilizantes serão beneficiados. A data-base das categorias é 1º de novembro.

Sérgio Luiz Leite, o Serginho, presidente da Fequimfar avalia positivamente a proposta. Ele diz: “Na atual crise econômica e sanitária causada pela pandemia conseguimos garantir todos os direitos e ainda a reposição salarial, que recupera o poder de compra do trabalhador. É uma conquista”.

Os 33 Sindicatos filiados à Federação realizarão assembleias pra aprovação da proposta. A Fequimfar tem até o próximo dia 9 para responder ao patronal.

A partir daí, Serginho informa que a Federação passará a discutir o teletrabalho e o sistema home office. “É uma nova realidade que precisa de regras e direitos para proteger o trabalhador”, ele afirma.

Mais – Acesse Fequimfar.