Paciência e Democracia – Eliseu Silva Costa,

0
132

Mais do que nunca precisamos estar coesos em torno de uma visão progressista de nossa sociedade. A profunda divisão pela qual temos visto o país passar nos últimos anos não dará trégua a qualquer governo e temos sentido isso nas enormes dificuldades pelas quais vem passando o Presidente Lula, seus ministérios e suas propostas de uma sociedade mais justa e igualitária.

É natural que na democracia que tanto defendemos as coisas sejam assim. É preciso aceitarmos as diferenças ideológicas e faz parte do jogo político buscar permanentemente meios termos para que as coisas avancem.

Mas, infelizmente, o campo conservador representado por aqueles que apoiaram o governo anterior não concebem jogar conforme as regras democráticas e tudo farão para derrotar aqueles que procuram uma vida melhor para todos os brasileiros.

No entanto, mesmo com todas as dificuldades possíveis, o atual governo tem demonstrado que é possível avançar em termos políticos, econômicos e sociais através da coerência. Por mais que tenhamos um Congresso Nacional de maioria retrógrada, com gente comprometida apenas com seus interesses ou currais eleitorais; gente que não possui o menor compromisso com causas como o meio ambiente, igualdade de gênero ou de raça, trabalho e salários dignos, segurança alimentar ou benefícios que alavanquem famílias a um patamar social com maior qualidade, temos visto o atual governo dar respostas positivas, apesar de tudo.

Não podemos esquecer que a apenas seis meses, Lula pegou um país destruído em todos os sentidos. Um Estado desmontado em todas as suas funções. Do controle econômico até as mais sensíveis pautas sociais, tudo estava voltado apenas para servir à selvageria do mercado econômico que, por sua vez, em nada considera a distribuição de riquezas ou o bem estar da população.

Pois bem, a Paciência é uma virtude.

Com ela e um profundo compromisso com a Democracia é que viraremos este jogo. Assim tem sido e assim teremos de agir se quisermos romper definitivamente com a extrema polarização que dominou a política em nosso país e no mundo. Pacientemente precisamos seguir em busca de uma vida melhor para todos, ainda que isso assuste de forma absurda àqueles que insistem em investir no individualismo, na ausência de civilidade e na ausência de direitos que possam garantir uma sociedade livre de qualquer tipo de autoritarismo.

Eliseu Silva Costa

Presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Clique aqui e leia mais opiniões 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui