Renault rompe acordo e demite, denunciam Metalúrgicos

0
331

O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) realizou assembleia terça, 6, para denunciar o rompimento do acordo de manutenção de empregos por parte da Renault.

A montadora demitiu mais de 100 trabalhadores da unidade, revela a entidade.

Sérgio Butka, presidente do SMC, afirma que a empresa rompeu o contrato assinado.

Ele diz: “Fizemos várias concessões e aceitamos até algumas flexibilizações pela manutenção de todos os empregos. A empresa aceitou e agora não cumpre”.

Segundo Sérgio, a decisão está nas mãos da empresa. “Ou a empresa cumpre o acordo ou voltamos à estaca zero com os trabalhadores mobilizados em defesa de seus empregos. Ela decide”, garante.

Acordo – Dia 11 de agosto, os trabalhadores aprovaram a  proposta de manutenção de empregos construída entre o Sindicato e a Renault  e encerraram uma greve de 21 dias contra 747 demissões na planta.

No acordo, ficou estipulado a manutenção dos empregos com a  criação de um Layoff e um Plano de Demissão Voluntária (PDV). Foi aprovado ainda acordo salarial e de PLR até 2023.

Justiça – Sérgio Butka afirma que o Sindicato também vai acionar a Justiça pela suspensão das demissões.