Sim à democracia. Sim aos direitos – Gilberto Almazan

0
135

Vitória da democracia, que dia 30 de junho, foi defendida da forma que merece. Num País como o Brasil, onde a ditadura militar perseguiu, torturou e assassinou milhões de trabalhadores e trabalhadoras, não se pode fragilizar a democracia. É preciso defendê-la e fortalecê-la diariamente. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), então, agiu sabiamente ao tornar Bolsonaro inelegível por oito anos.

Não foram poucas às vezes que Bolsonaro disse mentiras sobre o sistema eleitoral brasileiro, um dos mais seguros do mundo, e atacou instituições. De forma irresponsável, incentivou brasileiros e brasileiras a duvidarem das urnas eletrônicas e a questionar a existência dos três poderes. Ou seja, tentou de fato enfraquecer a democracia, aquilo que temos de mais valioso.

É importante que os companheiros e companheiras saibam que a democracia nos garante a oportunidade de lutarmos por nossos direitos, de cobrar por melhorias. Basta lembrar que na ditadura os trabalhadores não tinham o direito a organização.

No sábado, 8, daremos início as plenárias regionais do VIII Congresso dos Metalúrgicos de Osasco e Região, momento em que também vamos discutir a democracia, entre outros assuntos. Será o momento de reforçar a nossa mobilização enquanto categoria, pensar o futuro que queremos. Por isso conto com a presença de cada companheiro e companheira.

Vamos juntos defender o futuro que queremos: sem governos que defendam o fim dos direitos para que, então, haja a geração de empregos. A nossa luta deve ser por trabalho decente e justiça social para todos, todas e todes. Vem com a gente: o Sindicato é um instrumento de luta fundamental que você tem à sua disposição.

Gilberto Almazan – Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui