A poderosa AFL-CIO, central sindical norte-americana, apoiou a candidatura democrata, aplaude a vitória Biden-Kamala e cobra apoio a leis de interesse dos traballhadores.

Em nota assinada por seu presidente, Richard Trumka, a entidade reivindica apoio à chamada Lei Heroes, que destina US$ 2,2 trilhões ao enfrentamento sanitário e econômico da Covid-19. Trump deixou a doença se esparramar pelo país.

Outra lei para a qual os dirigentes sindicais pedem apoio é a que trata da “Proteção ao Direito de Organização”. A direção da AFL-CIO quer ver a iniciativa aprovada em 2021.

Quanto ao engajamento pró-Democratas, a Nota diz: “Os eleitores sindicalizados alinharam-se a Biden e Harris. Sua mensagem e compromisso para criar ‘a mais significativa administração pró-trabalho e pró-trabalhador’ ressoou junto aos nossos 12,5 milhões de membros e aos 56 Sindicatos filiados, que desejam ter mais voz em nossa economia e política.”

Para a AFL-CIO, “a primeira agenda dos trabalhadores há muito atrasada” e o tempo perdido deve ser compensado com a aprovação da Lei Heroes, “pra fornecer às nossas famílias e comunidades suporte e serviços de emergência em face deste vírus mortal da Covid-19”. E segue: “Pedimos que o Congresso aprove e Biden assine a Lei de Proteção ao Direito de Organização no início de 2021 pra garantir aos trabalhadores que desejam formar ou filiar-se a um Sindicato poder fazê-lo de forma livre e justa”.

MAIS INFORMAÇÕES – Acesse o site da AFL-CIO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui