Diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região se reuniram com representantes da TecToy, fabricante de videogames e eletrônicos, para tentar reverter as demissões anunciadas no início do mês. A reunião foi mediada pela Superintendência Regional do Trabalho, no formato online.

“No início da reunião, propomos a suspensão das demissões, mas a empresa rejeitou de imediato. Agora, a nossa atuação é pra amenizar os impactos que vão causar na vida dos trabalhadores”, destaca o presidente do Sindicato, Gilberto Almazan.

A TecToy, que fica em Cotia, desligou 200 funcionários no dia 2 de maio, com o encerramento da produção na unidade. O Sindicato precisou convocar a mesa de negociação com mediação da Superintendência Regional do Trabalho porque a empresa se recusava a negociar. A entidade soube das demissões por meio dos trabalhadores.

A reunião, que ocorreu na terça (10), terminou sem acordo. Uma nova está marcada para a próxima quarta (18), também com mediação da Superintendência Regional do Trabalho. Almazam completa: “Já temos um grande avanço, que é a retomada do diálogo com a empresa. A negociação ainda não acabou. Podemos ter um resultado favorável”.

Motivo – Em Nota, a TecToy explica que faltam componentes eletrônicos para a linha de produção e que a situação na fábrica de Cotia se agravou após o início do conflito entre Rússia e Ucrânia. Dentre os demitidos, há funcionários que têm direito a estabilidade, como cipeiro e gestante.

MAIS – Acesse o site do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui