Stap-Guarulhos denuncia ao MPT demissão de 4,6 mil Servidores

0
395

Dia 22, o Sindicato dos Servidores Municipais de Guarulhos (Stap) encaminhou ao Ministério Público do Trabalho (MTP) documento que denuncia “fatos muito graves, que constituem um conjunto de agressões aos trabalhadores da Proguaru, a seus direitos, ao emprego e aos serviços públicos básicos, referentes à limpeza, zeladoria e manutenção da cidade”.

Pedro Zanotti Filho, presidente da entidade, assina o documento com o advogado Marcelo de Campos Mendes Pereira. Ele afirma que a denúncia ao MTP é uma ação legítima em defesa da Proguaru e de seus trabalhadores. Zanotti diz: “O que estiver ao alcance do Sindicato nós estamos fazendo e faremos. O que não aceitamos é essa agressão ao emprego e à vida de tantos Servidores, quase todos operacionais, gente muito humilde”.

O documento foi encaminhado também à Conalis – Coordenadoria Nacional de Promoção e Liberdade Sindical, sob comando do dr. Ronaldo Lima dos Santos. O Ministério Público do Trabalho pauta sua ação contra abusos e a fim de equilibrar as relações entre empregadores e empregados. Recentemente, o MTP publicou Nota Técnica contra demissões em massa.

Apelo – No seu fecho, afirma o documento do Stap ao Ministério Público do Trabalho: “Apelamos às autoridades no sentido de que o poder de Estado, conforme os princípios do Estado Democrático de Direito, e o que preconiza a própria Declaração dos Direitos Humanos, se faça presente pela preservação da empresa e contra o massacre de 4,6 mil empregos”.

Clique aqui e leia a denúncia

Mais informações – No Sindicato: 2468.2607 ou 2608