A nova ferramenta de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central, o PIX, estará disponível a partir de 16 de novembro, mas o cadastramento já poder ser feito nos aplicativos dos bancos e nas instituições que disponibilizarão a ferramenta.

O que é – É uma forma de transferência de dinheiro em tempo real para qualquer pessoa, desde que tanto o pagador quanto o recebedor estejam cadastrados no sistema. Qualquer pessoa física ou jurídica que possua uma conta, independente do banco, poderá se utilizar dessa nova modalidade.

A transferência pode ser feita a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana, incluindo sábado, domingo ou feriado. Essa movimentação é feita na hora. Além disso, é possível pagar taxas, impostos, fazer compras no comércio eletrônico e qualquer outra transação.

Cuidados – O PIX não é um aplicativo a parte que o usuário deverá baixar. Portanto, não forneça seus dados bancários e senhas em aplicativos duvidosos.

O aplicativo já utilizado para internet banking será atualizado e já deverá ter a opção do PIX. Portanto, apenas faça o acesso a partir de fontes confiáveis. Na dúvida, peça orientações à Polícia.

Taxas – Pessoas físicas estão isentas de cobranças no caso de envio ou recebimento de recursos, com finalidade de transferência e compra. Serão cobradas taxas nos casos de recebimento de algum valor com a finalidade de compra ou por canal de atendimento presencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui