O presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre, participou terça, Dia da Independência do Brasil, de ato no Vale do Anhangabaú, centro de SP, pelo ‘Fora, Bolsonaro’. Segundo o dirigente cutista, o 7 de Setembro é do povo e da democracia.

“Essa mobilização é histórica porque é em defesa da democracia que, para nós, é fundamental. Só na democracia a classe trabalhadora avança nos direitos e conquistas”, discursou o sindicalista.

De acordo com a organização do evento, mais de 50 mil pessoas participaram do ato que pediu o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, geração de emprego decente e combate à fome e à miséria.

Para Sérgio Nobre, a mobilização era necessária para mostrar a indignação do povo.

“Se o Brasil tivesse um governo sério, mais de 60% das mortes por Covid-19 poderiam ter sido evitadas e a fome não teria aumentado em nosso País”, afirmou.

Segundo o presidente da CUT, a população não aguenta mais o desmonte do Estado, a exclusão social, a fome e o genocídio de quase 600 mil vidas perdidas pela Covid-19. “O 7 de Setembro é do povo e da democracia. E isso ficou claro hoje”, avaliou o dirigente.

Solidariedade – Durante o ato no Vale do Anhangabaú, mais de 10 toneladas de alimentos foram distribuídas. Lideranças de movimentos sociais, populares e das Centrais Sindicais também participaram da mobilização pra arrecadar alimentos e distribuir aos necessitados.

“Hoje fizemos a distribuição para aqueles que têm fome e é isso que mostra a diferença dos nossos atos, pois estamos nas ruas combatendo a fome, o desalento”, informou o presidente da CUT São Paulo, Douglas Izzo.

MAIS – Acesse o site da CUT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui