23.8 C
São Paulo
terça-feira, 18/06/2024

Frentistas aprovam moções de luta

Data:

Compartilhe:

Terminou sexta (25) o VI Encontro Nacional dos Frentistas, em Brasília, com a aprovação de moções que representam compromissos de lutas da categoria para o próximo período. O evento aconteceu na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC), em Brasília.

As moções aprovadas rechaçam as tentativas de implantação do self-service nas bombas, a exigência de idade mínima para aposentadoria especial e o combate a todas práticas antissindicais.

Os cerca de 130 de sindicalistas que participaram do Encontro também reafirmaram a luta pela regulamentação da categoria e apontaram a necessidade de ampliar o debate sobre propostas de reforma na estrutura sindical.

Pauta – Durante dois dias (quinta e sexta) foram abordadas questões relacionadas à realidade a categoria, que atualmente é composta por mais de 500 mil trabalhadores em todo o País. Pariticparam dos debates líderanças sindicais, políticas, representantes das Centrais e do Diap.

A regulamentação da profissão, as inovações tecnológicas e as bombas de combustível automatizadas foram alguns temas abordados. Para contribuir nas análises, as mesas trouxeram também especialistas do Diap, das Centrais Sindicais e das assessorias jurídicas de nossas entidades.

Profissão Frentista – Sobre a Regulamentação da categoria profissional dos frentistas, o Encontro decidiu que será encaminhada aos parlamentares federais uma moção pública, pedindo a aprovação da proposta conforme o previsto no Projeto de Lei 3299/2021.

No encerramento, o presidente da Fenepospetro, Eusébio Pinto Neto, celebrou os resultados. “Nossa federação sai mais forte deste debate. Daqui para frente, o objetivo é garantir mais participação da base em todas as decisões importantes para a categoria,” resumiu.

Organizado pelas federações Nacional e Estadual paulista (Fenepospetro e a Fepospetro), o evento, segundo Eusébio, resultou de um trabalho contínuo de parceria com as entidades filiadas. O dirigente diz: “Queremos construir propostas que gerem mais avanços nas lutas da categoria e que, ao mesmo tempo, permitam aprimorar o sistema de gestão da Federação,” ele explica.

DocumentoClique aqui e leia.

Leia também:

Encontro de Frentistas mostra prestígio

Otimismo marca encontro de Frentistas

Para lideranças, Encontro Nacional fortalece lutas dos frentistas

 

 

Conteúdo Relacionado

Metalúrgicos de Catalão conquistam avanços

Depois de muita negociação, terminou com boas notícias a Campanha Salarial 2024/2025 da John Deere, no Catalão, em Goiás. Os metalúrgicos conseguiram conquistar reajuste...

Cesta básica sobe, mostra o Dieese

Pesquisa mensal do Dieese apura que em maio o valor do conjunto de alimentos básicos aumentou em 11 das 17 Capitais. A Pesquisa Nacional...

Sindicato de Niterói firma aditivo com avanços

Mais uma vitória para uma grande parcela de frentistas no Estado do Rio de Janeiro. Desta vez, de Araruama, Cachoeira de Macacu, Guapimirim, Iguaba...

Miguel da Força defende democracia e inclusão

Na quarta (12), Miguel Torres falou em nome do sindicalismo nacional e da classe trabalhadora na Conferência da Organização Internacional do Trabalho, em Genebra,...

CUT debate os impactos dos parques eólicos para a classe trabalhadora

A CUT debateu nesta terça-feira (11) e quarta-feira (12) em Natal, no Rio Grande do Norte, os impactos dos parques eólicos nas comunidades locais,...