O jornal O Metalúrgico, do Sindicato dos Metalúrgicos de SP, edição de fevereiro de 2022, traz como manchete a realização da 3ª Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat). O evento, que ocorre em 7 de abril, definirá a pauta dos trabalhadores em prol do desenvolvimento do País.

No informativo O Metalúrgico, a entidade detalha a história da Conclat, que teve outras duas edições. A primeira em 1981, e a segunda em 2010. A matéria de capa reforça que o objetivo é elaborar um documento com propostas para o Brasil sair da crise e retomar o ciclo de desenvolvimento. “Com empregos de qualidade, saúde, moradia, transporte e educação pra todos e mais direitos e renda para os trabalhadores e trabalhadoras”, diz a matéria.

As propostas deliberadas na 3ª Conclat serão encaminhadas às principais instituições brasileiras, aos candidatos a presidência, a governos estaduais e municipais, e também aos parlamentos federais e estaduais.

Segundo Miguel Torres, presidente dos Metalúrgicos e líder da Central Força Sindical, o País sofre com medidas irresponsáveis do governo, que nunca demonstrou preocupação com a economia e a saúde do povo. “Portanto, precisa ser derrotado nas eleições deste ano”, afirma.

Para o sindicalista, é preciso modificar o modelo econômico brasileiro a fim de acabar com o alto custo de vida, valorizar os setores produtivos e gerar empregos de qualidade. Miguel explica: “É fundamental ampliarmos nossa representatividade com a eleição de governos comprometidos com as reivindicações da classe trabalhadora”.

“Estamos mobilizados e exigimos que o Congresso não aprove proposições do governo, se coloque a serviço do Brasil e dos brasileiros, e trabalhe pelo combate à pandemia e à fome”, conclui o dirigente.

LEIA – Clique aqui e acesse a edição completa do jornal O Metalúrgico.

MAIS – Acesse o site do Sindicato dos Metalúrgicos de SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui